O fato que teria selado a sentença de morte de Dom e Bruno na Amazônia

O fato que teria selado a sentença de morte de Dom e Bruno na Amazônia

17 de junho de 2022 0 Por Redação Em Notícia

Segundo fontes ligadas à investigação, bandidos agiram por receio de Bruno Pereira e Dom Phillips terem provas contra eles de atividade ilegal

Ao menos um dos suspeitos de ter assassinado o indigenista Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips no Vale do Javari, na Amazônia, relatou à polícia o que teria sido o motivo para o crime. A informação é de um policial que acompanha a apuração no Amazonas. Amarildo e Oseney Oliveira, que estão presos, teriam matado Pereira e Phillips depois que ambos fizeram fotos dos irmãos.

Conforme a versão contada à polícia, Amarildo e Oseney estavam pescando quando a embarcação do indigenista e do jornalista passou por eles. Temendo alguma ação do indigenista, que já era conhecido dos pescadores por atuar contra a pesca irregular, Amarildo e Oseney mostraram as armas que levavam, a fim de intimidar a dupla. Foi então que, ainda segundo a versão de pelo menos um dos suspeitos, o indigenista e o jornalista tiraram fotos dos pescadores armados, e eles decidiram atacar – por supostamente terem se sentido ameaçados.

A Polícia Federal já obteve a confissão do crime e agora trabalha na busca pelos corpos. A expectativa é que os pescadores mostrem onde estão os restos mortais das vítimas, que deverão ser levados a Manaus para a realização de exames.