Brasileiro surpreende no Dia das Mães e vendas no comércio crescem 20% em relação a 2020

Brasileiro surpreende no Dia das Mães e vendas no comércio crescem 20% em relação a 2020

25 de maio de 2022 0 Por Redação Em Notícia

Em comparação a 2021, segundo ano da pandemia, a elevação foi de 3%

O cenário de inflação em alta, juros elevados e desemprego apontava que as vendas do Dia das Mães, comemorado no último dia 8, seriam menores do que em 2021, ainda dentro da pandemia da Covid-19. Mas, o brasileiro resolveu surpreender e contrariar os números e as estimativas mais pessimistas. Mesmo com a crise atual, as pessoas confirmaram que o Dia das Mães é a data comemorativa mais significativa no calendário anual em relação à representatividade nas vendas do comércio. Mais do que o Natal, o consumidor não deixou a mãe brasileira passar sem um presente ou uma lembrancinha.

Estudo realizado pela proScore, bureau de crédito e authority de Score, apontou que houve sim um crescimento nas vendas de 20% em relação a 2020, mesmo com baixas expectativas do mercado. A apuração considerou a primeira quinzena de maio de cada ano analisado. Em comparação com 2021, houve um aumento de 3%.

Um aspecto a ser destacado é como as regiões do País refletem o consumo. A maior concentração aconteceu na Região Sudeste, com os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro nos três primeiros lugares, seguidos de Bahia e Rio Grande do Sul. “Eu creio que o acesso facilitado à infraestrutura tecnológica, mais capilarizado nesses estados, auxiliou no crescimento desses números. Grande parte das compras ocorreram digitalmente”, disse Mellissa Penteado, CEO da proScore.

Ela destacou ainda que a característica da digitalização das compras, não apenas nesse período, também é influenciada, além da mudança cultural do consumidor, pela economia agregada implicitamente. “O fato de você não precisar se deslocar, gera economia de combustível e transporte, além de impedir o ímpeto por compras adicionais, que não estavam na verba separada para o presente da mamãe”, afirmou a executiva.

Outro recorte trazido no estudo realizado é a faixa etária de maior originação do consumo, que se agrupou mais significativamente entre 31 e 40 anos. Um dos pilares que justificam esse perfil é a estabilidade empregatícia, maior maturidade financeira e maior flexibilidade ao universo digital, o que reflete uma gestão mais organizada das compras.

Sobre Mellissa Penteado

Formada em Administração pela PUC/SP, com especializações pela Disney Institute, Law Business School, Ohio University e Business pela University of Akron. Iniciou sua carreira no setor de fomento mercantil em 1995 até fundar a proScore Tecnologia no ano 2000, bureau digital de crédito e authority de Score. Com mais de 19 anos de vivência na área administrativa e tecnológica, é CEO da empresa e em 2018 fundou o Bancoin, fintech de inclusão financeira e social especializada em desbancarizados.

Sobre a proScore

A proScore Tecnologia é um bureau digital de crédito, authority de Score, especialista em Big Data e plataformas tecnológicas customizadas, assim como motores de decisão, com objetivo de desenvolver soluções completas e customizadas focadas em negócios com qualidade, segurança e agilidade tecnológica. As informações fornecidas pela proScore auxiliam na tomada de decisão, seja no viés crédito, cobrança, fraude ou prospecção de clientes; além de sanear e enriquecer bases de dados legadas. Com mais de 20 anos de tradição no mercado brasileiro é o único bureau tailor-made.

Acesse: www.proscore.com.br