Cerca de 30% dos teleoperadores têm transtornos psíquicos

Cerca de 30% dos teleoperadores têm transtornos psíquicos

19 de novembro de 2021 0 Por Redação Em Notícia

Os profissionais que trabalham com call center produzem frequentemente movimentos repetitivos que causam tendinopatia ou LER (Lesão por Esforço Repetitivo)

Operadores de telemarketing desenvolvem doenças do trabalho ocasionadas pelas atividades profissionais. O Dr. Márcio Coelho, especialista em doenças e acidentes de trabalho, explica quem pode ter direito ao auxílio acidente de 50% através desse beneficio do INSS.

O setor de operações de telemarketing é uma área profissional que está sempre em alta no mercado. Atualmente são 1,5 milhões de teleoperadores no Brasil atuando nesse segmento. O que deveria beneficiar milhares de pessoas que ingressam no mercado de trabalho se tornou uma preocupação constante com o estresse psicológico e as lesões pelos movimentos repetitivos. O Sindicato dos Trabalhadores de Telemarketing (Sintratel) divulgou em um artigo, datado de julho de 2021, que 30% dos teleoperadores sofrem com transtornos psíquicos. Utilizando o Sintratel como referência, o sindicato divulgou que 77.732 casos são de doenças por esforço repetitivo, 8.607 casos de transtornos mentais e 6.645 casos de perda auditiva.

De acordo com o Sindicato Paulista das Empresas de Telemarketing, Marketing Direto e Conexos (Sintelmark), a estimativa é que o número de pessoas que ingressam na profissão aumente 11% anualmente, com base no levantamento de dados da última década. Esta mesma pesquisa indica que 45% dos teleoperadores trabalham no setor de atendimento ao cliente (SAC), enquanto 22% trabalham com televendas e 23% em transações de recuperação de crédito.

Os profissionais que trabalham com call center produzem frequentemente movimentos repetitivos que causam tendinopatia ou LER (Lesão por Esforço Repetitivo), provocando tensões nos ombros, cotovelos, punhos ou dedos. A tendinopatia é uma lesão formada pela tensão repetitiva nos tendões, ocasionando dores, inflamações ou até mesmo deformidades na estrutura óssea. Os tendões são pontos anatômicos que conectam músculos e ossos nas articulações, movimentos utilizados constantemente por operadores de telemarketing.

Homens e mulheres que trabalham na área de telemarketing também sofrem com nódulos ou calos nas cordas vocais, lesões geradas pelo uso excessivo da voz. Os efeitos colaterais são dores, rouquidão e alterações no timbre, formando sintomas inflamatórios.

Em uma entrevista recente, divulgada em outubro de 2021, Dr. Márcio Coelho, especialista em acidentes e doenças do trabalho, comenta: “os sintomas podem estar relacionados com a sua atividade profissional e podem dar direito ao benefício mensal chamado Auxílio Acidente de 50%. A existência e o direito ao benefício mensal denominado como Auxílio Acidente de 50% são garantidos pelo INSS ao comprovar o laudo médico e a carteira assinada”.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o benefício é concedido aos segurados que carregam sequelas por consequência de um acidente ou doença do trabalho. Especificamente, que interferem na capacitação técnica ao exercer a função profissional, como um operador de telemarketing que começa a sentir dores nas articulações pelos movimentos repetitivos ou complicações nas cordas vocais. O mais indicado é que os teleoperadores procurem informações e atualizações constantes sobre os direitos e as regulamentações CLT — Consolidação das Leis Trabalhistas.

Website: http://www.advmcoelho.com.br